Pesquisar este blog

MPB - Google Notícias

Quem Somos?


 A Rádio Campinarte na verdade é um blog com o objetivo de divulgar, promover e na medida do possível gerar renda para os artistas (músicos) em particular do Terceiro Distrito de Duque de Caxias no Rio de Janeiro.
Um blog com cara de rádio, notícias do mundo do rádio, cantores do rádio.Um blog que tem como uma de suas principais bandeiras os novos talentos sem esquecer dos grandes nomes da música popular brasileira de todos os tempos; sem esquecer os pioneiros, os baluartes, os verdadeiros ícones da era de ouro do rádio. Fazemos isso para que esses novos talentos não percam de vista nossas referências musicais que até hoje são veneradas mundo a fora - uma forma que encontramos de dizer um MUITO OBRIGADO àqueles que nos proporcionaram (e continuam proporcionando) com suas vozes, suas músicas, momentos de paz e alegria. Uma maneira de agradecer a todos que ajudaram a compor as trilhas sonoras de milhões e milhões de pessoas.
Este blog irá gradativamente estreitar os seus laços com as Rádios Comunitárias que desenvolvem um papel importantíssimo em nossos bairros.
A Rádio Campinarte tem (fundamentalmente) um compromisso com a qualidade e o bom gosto / e qualidade e bom gosto nos vamos pinçar nos nossos bairros, o que nós queremos mesmo é fazer jus ao nome: RÁDIO CAMPINARTE - O SOM DAS COMUNIDADES.

Nenhum texto alternativo automático disponível.
CLIQUE NAS IMAGENS E OUÇA OS NOSSOS ESPECIAIS

  
   

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

segunda-feira, 9 de março de 2015

Veja repercussão da morte da cantora Inezita Barroso


A cantora e apresentadora Inezita Barroso morreu na noite de domingo (8/03/2015), aos 90 anos, em São Paulo. Inezita é considerada uma das principais damas da música sertaneja brasileira. Ela fez carreira no rádio e na televisão, além de passagens pelo cinema e teatro, onde atuou e produziu espetáculos musicais. (Inezita nasceu - Ignês Madalena Aranha de Lima - 4/3/1925 São Paulo, SP)
A apresentadora Ignez Magdalena Aranha de Lima, conhecida como Inezita Barroso, é fotografada nos bastidores do programa 'Viola, minha Viola' na sede da TV Cultura em São Paulo, em fevereiro de 2012 (Foto: José Patrício/Estadão Conteúdo) 
Personalidades comentaram a perda e vários famosos usaram as redes sociais para lamentar a morte de Inezita Barroso. Abaixo, veja a repercussão:
Geraldo Alckmin, governardor de São Paulo, em comunicado: "Durante 35 anos, as manhãs de domingo no interior de São Paulo e do Brasil tiveram a sonoridade de Inezita Barroso no comando do "Viola, Minha Viola", o mais antigo programa musical da televisão brasileira. Neste domingo à noite, com muita tristeza, nos despedimos dela. Paulistana da Barra Funda, Inezita foi compositora, cantora, atriz, violeira, pesquisadora, professora e doutora honoris causa de folclore e da música caipira. Há dois anos, tive a honra de estar com ela, no palco do "Viola", para a emocionante festa musical em que o país inteiro comemorou seu aniversário de 88 anos e sua grande obra. Naquele dia, ela explicou o segredo de sua vida longa e feliz: amava a música caipira, gostava do que fazia e de fazer bem feito. Ao recuperar o nosso folclore, Inezita Barroso preservou um ativo inestimável, um tesouro que faz de nós, brasileiros, uma nação: nossas raízes. A partir de agora, São Paulo e o Brasil retribuirão esse legado de amor com imensa saudade."
Solimões, cantor da da dupla sertaneja Rio Negro e Solimões, no Instagram: "Inezita Barroso. O maior exemplo de fidelidade e dedicação, para fortalecer as raízes de todos os seguimentos artísticos culturais do brasil. você sempre foi, é, e será você."

Roberta Miranda, cantora, no Instagram: "Sem palavras! #RIP obrigada pelos #ensinamentos!! #mestre"
Rick, cantor, no Instagram: "Deus continua levando nossos ídolos para um plano melhor. Hoje perdemos nossa mais importante representante da verdadeira música caipira, nossa eterna Inezita Barroso. Com certeza a cultura caipira perde a sua maior bandeira. Que Deus a tenha."
Marcelo Aguiar, cantor, no Twitter: "Nossa querida Sertaneja a verdadeira e autêntica Caipira Inezita deixará muita saudades."
Serginho Groisman, apresentador, no Twitter: "Inezita quantas saudades você me traz."
Rafael Cortez, apresentador, no Instagram: "É muito triste perder a Inezita Barroso. Ela foi uma cantora formidável, de enorme e inacreditável contribuição no resgate e manutenção da música (boa) de raiz de um Brasil há muito tempo corrompido por modismos e patifarias "melódicas". Com seu programa na TV Cultura "Viola, minha Viola", no ar desde 1980 (o mais antigo programa de música da TV brasileira no ar), Inezita ofereceu mais do que bons papos e boas rodas de viola com os melhores artistas do gênero: ofereceu ao nosso país todo um verdadeiro espaço de resistência cultural. No programa da Inezita, o Brasil encontrava o Brasil de verdade. É uma perda irreparável. Mas seus mais de 80 discos de pouco mais de 60 anos de carreira, e os mais de 1500 "Viola, minha Viola" que ela gravou, seguem como registro de sua generosidade e talento. De fato, o que fica de um artista sempre é a sua obra. Vamos nos debruçar sobre mais esta!"
Sonia Abrão, apresentadora, no Instagram: "Inezita Barroso, a rainha da autêntica música sertaneja!!! Obrigada pelo lindo cancioneiro que deixa de herança ao Brasil! Vai, Inezita, brilhar em outro plano."
Celso Portiolli, apresentador, no Twitter: "Meus sentimentos à família de Inezita Barroso. Descanse em paz Inezita."
Celso Zucatelli, apresentador, no Instagram: "Tive o privilégio de trabalhar e aprender com esta rainha. Obrigado, querida Inezita, por cuidar tão bem da cultura caipira, por lutar tanto para manter vivo o respeito pela música brasileira. Eu diria "descanse em paz", mas sei que hoje vai ter festa no Céu, com música da melhor qualidade, para receber a tão amada Inezita Barroso. #ViolaMinhaViola"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Ouça grátis as 100 maiores músicas do Jazz

Ouça grátis as 100 maiores músicas do Jazz
Clique na imagem

22 de Novembro é dia de Santa Cecília...

Padroeira dos músicos, por isso hoje também é comemorado o dia do músico. O músico pode ser arranjador, intérprete, regente e compositor. Há quem diga que os músicos devem ter talento nato para isso, mas existem cursos superiores na área e pessoas que estudam música a vida toda.
O músico pode trabalhar com música popular ou erudita, em atividades culturais e recreativas, em pesquisa e desenvolvimento, na edição, impressão e reprodução de gravações. A grande maioria dos profissionais trabalha por contra própria, mas existem os que trabalham no ensino e os que são vinculados a corpos musicais estaduais ou municipais.
A santa dos músicos
Santa Cecília viveu em Roma, no século III, e participava diariamente da missa celebrada pelo papa Urbano, nas catacumbas da via Ápia. Ela decidiu viver casta, mas seu pai obrigou-a a casar com Valeriano. Ela contou ao seu marido sua condição de virgem consagrada a Deus e conseguiu convence-lo. Segundo a tradição, Cecília teria cantado para ele a beleza da castidade e ele acabou decidindo respeitar o voto da esposa. Além disso, Valeriano converteu-se ao catolicismo.

Mito grego
Na época dos gregos, dizia-se que depois da morte dos Titãs, filhos de Urano, os deuses do Olimpo pediram que Zeus criasse divindades capazes de cantar as vitórias dos deuses do Olimpo. Então, Zeus se deitou com Mnemosina, a deusa da memória, durante nove noites consecutivas. Nasceram dessas noites as nove Musas. Dessas nove, a musa da música era Euterpe, que fazia parte do cortejo de Apolo, deus da Música.
Fonte: UFGNet

Rádio MEC AM

CONTOS NO RÁDIO