Pesquisar este blog

MPB - Google Notícias

Quem Somos?


 A Rádio Campinarte na verdade é um blog com o objetivo de divulgar, promover e na medida do possível gerar renda para os artistas (músicos) em particular do Terceiro Distrito de Duque de Caxias no Rio de Janeiro.
Um blog com cara de rádio, notícias do mundo do rádio, cantores do rádio.Um blog que tem como uma de suas principais bandeiras os novos talentos sem esquecer dos grandes nomes da música popular brasileira de todos os tempos; sem esquecer os pioneiros, os baluartes, os verdadeiros ícones da era de ouro do rádio. Fazemos isso para que esses novos talentos não percam de vista nossas referências musicais que até hoje são veneradas mundo a fora - uma forma que encontramos de dizer um MUITO OBRIGADO àqueles que nos proporcionaram (e continuam proporcionando) com suas vozes, suas músicas, momentos de paz e alegria. Uma maneira de agradecer a todos que ajudaram a compor as trilhas sonoras de milhões e milhões de pessoas.
Este blog irá gradativamente estreitar os seus laços com as Rádios Comunitárias que desenvolvem um papel importantíssimo em nossos bairros.
A Rádio Campinarte tem (fundamentalmente) um compromisso com a qualidade e o bom gosto / e qualidade e bom gosto nos vamos pinçar nos nossos bairros, o que nós queremos mesmo é fazer jus ao nome: RÁDIO CAMPINARTE - O SOM DAS COMUNIDADES.


CLIQUE NAS IMAGENS E OUÇA OS NOSSOS ESPECIAIS

  
   

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

O Campinarte é o Bicho

Antes de ter amado um animal, parte da nossa alma parmanece desacordada.... Frase de Anatole France.
Essa é a novidade do nosso Blog Rádio Campinarte, um programa musical dedicado aos animais, isso mesmo, todas as músicas falam de bichos, os Pets estão com tudo numa programação imperdível.
Uma parada musical que encanta porque simplesmente canta a nossa fauna.
Vale a pena clicar, ouvir, recomendar e também sugerir musicas para a nossa play list, mas atenção: só músicas cujo tema seja os animais, ok?
Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem tomam em consideração as condições dos animais... Frase de Abraham Lincoln.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Faixas principais - Julio Iglesias

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Memória / Agepê


Antônio Gilson Porfírio
 10/8/1942 Rio de Janeiro, RJ
 30/8/1995 Rio de Janeiro, RJ


Cantor. Compositor.
Técnico projetista da Telerj, abandonou a profissão para se dedicar à vida artística.
Foi integrante da ala dos compositores da Portela.
Além de sambas, incluía sempre em seus discos agerê, ijexá e baião, abrindo um leque de ritmos brasileiro.
Seu parceiro mais constante foi Canário, com quem (...)
[Saiba Mais]

Dados Artísticos

Lançou-se no mundo artístico em 1975 com a música "Moro onde não mora ninguém", em parceria com Canário, gravada em compacto simples. Música que o tornou definitivamente conhecido do grande público devido ao sucesso que alcançou.
Em 1977, lançou o LP "Agepê" pela Continental Discos.
Em 1984 no LP "Mistura Brasileira", (...)
[Saiba Mais]

Obras

  • A luz do teu olhar (c/ Aílton e Edinho da Lapa)
  • À mercê do teu amor (c/ Canário, Roberto Lopes e Simões PQD)
  • À Procura da flor (c/ Canário e Beto Correa)
  • Alegria no ar (c/ Canarinho e Totonho)
  • Banho de amor (c/ Wilson Lee e Paulo Rocha)
  • Carnaval porreta (c/ Pery Cachoeira)
[Saiba Mais]

Discografia

  • (1994) Feliz da vida • Continental/Warner Music • CD
  • (1991) Me leva • PolyGram • CD
  • (1990) Agepê • PolyGram • CD
  • (1989) Cultura popular • PolyGram • CD
  • (1988) Canto pra gente cantar • Philips • LP
  • (1987) Agepê • Philips • LP
[Saiba Mais]

Bibliografia Crítica

  • ALBIN, Ricardo Cravo. Dicionário Houaiss Ilustrado Música Popular Brasileira - Criação e Supervisão Geral Ricardo Cravo Albin. Rio de Janeiro: Instituto Antônio Houaiss, Instituto Cultural Cravo Albin e Editora Paracatu, 2006.
  • ALBIN, Ricardo Cravo. MPB, a história de um século. Rio de Janeiro: Atrações Produções Ilimitadas/MEC/Funarte, 1997.
  • AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio Editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.
  • MARCONDES, Marcos Antônio. (Ed.). Enciclopédia da música brasileira - erudita, folclórica e popular. 3. ed. São Paulo: Arte Editora/Itaú Cultural/Publifolha, 1998.
  • MARCONDES, Marcos Antônio. Enciclopédia da Música Brasileira - Erudita, Folclórica e Popular. São Paulo: Arte Editora/Itaú Cultural, 1977.
[Saiba Mais]

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Memória / Paulinho Soares


Paulo Soares da Costa
 9/8/1944 Belém, PA
 6/5/2004 Rio de Janeiro, RJ


Compositor. Cantor.

Mudou-se com sua família, aos seis meses de idade, de Belém para o Rio de Janeiro.
[Saiba Mais]

Dados Artísticos

Em 1968, começou a trabalhar na área publicitária, compondo jingles para a produtora Planisom, de Chico Feitosa.

Dois anos depois, participou, como compositor, do V Festival Internacional da Canção (TV Globo), com "Quebra-cabeça" (c/ Marcello Silva), interpretada por Antônio Adolfo e o grupo A Brazuca.

Venceu, no ano seguinte, a fase nacional do VI Festival Internacional da (...)
[Saiba Mais]

Obras

  • A hora e a vez do povo (c/ Edmundo Souto)
  • A voz do coração
  • Antes
  • Antes ele do que eu
  • As moças (c/ Paulo César Pinheiro)
  • Bate-boca
[Saiba Mais]

Discografia

  • (1984) Pra não doer/Qui-qui-qui • Compacto simples
  • (1979) Dialeto/Três mulheres/A hora e a vez do povo/Esse destino • Compacto Duplo
  • (1978) Paulinho Soares • LP
  • (1971) Roda-roda-roda/Vitória • Compacto simples
[Saiba Mais]

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Especial / Preta Gil


Preta Maria Gadelha Gil Moreira
 8/8/1964 Rio de Janeiro, RJ 


Cantora. Atriz. Produtora de shows.
Filha do cantor e compositor Gilberto Gil.
[Saiba Mais]

Dados Artísticos

Após atuar durante muito tempo como produtora de shows, em 2002 lançou-se como cantora, com show no Mistura Fina (RJ).

No ano seguinte, gravou seu primeiro CD, "Pret-à-porter", contendo canções inéditas de compositores como Pedro Baby, Ana Carolina e Davi Moraes. A única regravação ficou por conta de "Espelhos d'água" (...)
[Saiba Mais]

Obras

  • A coisa tá preta
  • Meu valor (c/ Ricardo Martins e Fábio Lessa)
  • Se quiser saber (c/ Fábio Lessa e Ricardo Martins)
[Saiba Mais]

Discografia

  • (2012) Sou como sou (Preta Gil) – Universal Music – CD
  • (2010) Se quiser saber (c/ Fábio Lessa e Ricardo Martins)
  • (2005) Preta • Geleia Geral/Universal • CD
  • (2003) Pret-à-porter • Warner Music • CD
[Saiba Mais]

Bibliografia Crítica

  • ALBIN, Ricardo Cravo. Dicionário Houaiss Ilustrado Música Popular Brasileira - Criação e Supervisão Geral Ricardo Cravo Albin. Rio de Janeiro: Rio de Janeiro: Instituto Antônio Houaiss, Instituto Cultural Cravo Albin e Editora Paracatu, 2006.
  • AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio Editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.

domingo, 6 de agosto de 2017

Campinarte Memória / Xisto Bahia


Xisto de Paula Bahia
 6/8/1841 Salvador, BA
 30/10/1894 Caxambu, MG


Compositor. Cantor. Violonista. Teatrólogo.

Nasceu na Freguesia de Além do Carmo, Salvador, Bahia. Filho do major do Exército Francisco de Paula Bahia e de D. Tereza de Jesus Maria do Sacramento Bahia. O pai, depois de desligar-se do Exército, recebeu como recompensa aos serviços prestados àquela instituição nas campanhas da Cisplatina e da Independência o cargo de administrador da (...)
[Saiba Mais]

Dados Artísticos

É considerado figura importante para a consolidação da música popular brasileira, já que teve atuação de destaque como ator, compositor e cantor de modinhas e lundus na importante fase do teatro de costumes (grande mercado e vitrine para os músicos, compositores e intérpretes do Brasil, no século XIX). Foi, principalmente, através desse cenário, que a cultura brasileira viu surgir inúmeros (...)
[Saiba Mais]

Obras

  • A luz dos teus olhos
  • A mulata (com Melo Morais Filho)
  • A preta mina
  • Ainda e sempre
  • As duas flores
  • Canto da sussurina
[Saiba Mais]

Bibliografia Crítica

  • MARCONDES, Marcos Antônio. (ED). Enciclopédia da Música popular brasileira: erudita, folclórica e popular. 2. ed. São Paulo: Art Editora/Publifolha, 1999.
[Saiba Mais]

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Dicas e Fatos do Samba / Dominguinhos do Estácio


Domingos da Costa Ferreira
 4/8/1941 Rio de Janeiro, RJ 
Cantor. Compositor.

Nasceu no Morro de São Carlos, no local denominado de Terreiro Grande.
Começou a carreira como puxador de samba-enredo para a Escola de Samba Estácio de Sá, passou pela Grande Rio e Imperatriz Leopoldinense.
Em 1996 transferiu-se para a Unidos do Viradouro, escola da cidade de Niterói, no Rio de Janeiro.
[Saiba Mais]

Dados Artísticos

Iniciou carreira na década de 1970 como ritmista do bloco carnavalesco Bafo da Onça, logo depois integrou o grupo Exporta Samba. Pasou para a la de compositores da Escola de Samba Unidos de São Carlos, que nos anos 80 passou a se chamar Estácio de Sá.
Em 1986, gravou pela Ricarey o disco "Bom ambiente", no qual interpretou "Fingida" (Arlindo Cruz e Rixa), "Rala (...)
[Saiba Mais]

Obras

  • Alô, Belém do Pará (c/ Darcy do Nascimento)
  • Jeito moleque (c/ Darcy do Nascimento)
[Saiba Mais]

Discografia

  • (1992) Mar de esperança • RGE • LP
  • (1989) Gosto de festa • RGE • LP
  • (1986) Bom ambiente • Ricarey • LP
[Saiba Mais]

Shows

  • Dominguinhos do Estácio - Réveillon 2013 (2012) Praia do Flamengo, Rio de Janeiro
  • Réveillon do Flamengo (2011) Praia do Flamengo, RJ
  • Os puxadores de samba-enredo. Olimpo, RJ,
  • Festa de réveillon. Praia da Bica-Ilha do Governador, RJ.
[Saiba Mais]

Bibliografia Crítica

  • ALBIN, Ricardo Cravo. O livro de ouro da MPB. Rio de Janeiro: Ediouro, 2003.
  • ARAÚJO, Hiram. Carnaval - seis milênios de história. Rio de Janeiro. Editora Gryphus, 2000.
  • PASCHOAL, Marcio. Pisa na fulô mas não maltrata o carcará. Vida e obra do compositor João do Vale, o poeta do povo. Rio de Janeiro: Lumiar Editora, 2000.
[Saiba Mais]

Seguidores

Ouça grátis as 100 maiores músicas do Jazz

Ouça grátis as 100 maiores músicas do Jazz
Clique na imagem

22 de Novembro é dia de Santa Cecília...

Padroeira dos músicos, por isso hoje também é comemorado o dia do músico. O músico pode ser arranjador, intérprete, regente e compositor. Há quem diga que os músicos devem ter talento nato para isso, mas existem cursos superiores na área e pessoas que estudam música a vida toda.
O músico pode trabalhar com música popular ou erudita, em atividades culturais e recreativas, em pesquisa e desenvolvimento, na edição, impressão e reprodução de gravações. A grande maioria dos profissionais trabalha por contra própria, mas existem os que trabalham no ensino e os que são vinculados a corpos musicais estaduais ou municipais.
A santa dos músicos
Santa Cecília viveu em Roma, no século III, e participava diariamente da missa celebrada pelo papa Urbano, nas catacumbas da via Ápia. Ela decidiu viver casta, mas seu pai obrigou-a a casar com Valeriano. Ela contou ao seu marido sua condição de virgem consagrada a Deus e conseguiu convence-lo. Segundo a tradição, Cecília teria cantado para ele a beleza da castidade e ele acabou decidindo respeitar o voto da esposa. Além disso, Valeriano converteu-se ao catolicismo.

Mito grego
Na época dos gregos, dizia-se que depois da morte dos Titãs, filhos de Urano, os deuses do Olimpo pediram que Zeus criasse divindades capazes de cantar as vitórias dos deuses do Olimpo. Então, Zeus se deitou com Mnemosina, a deusa da memória, durante nove noites consecutivas. Nasceram dessas noites as nove Musas. Dessas nove, a musa da música era Euterpe, que fazia parte do cortejo de Apolo, deus da Música.
Fonte: UFGNet

Rádio MEC AM

CONTOS NO RÁDIO